Saiba como vencer o medo de críticas e feedbacks ruins

O medo de críticas é um assunto muito importante, principalmente para líderes e gestores, afinal, não saber assimilar um feedback negativo pode afetar a moral dessa pessoa, deixando-a incapaz de lidar com atividades do dia a dia.

O ser humano é um indivíduo social, ou seja, precisamos conviver com outras pessoas e constantemente buscamos a aceitação delas. Ao sermos criticados, somos invadidos por um sentimento de reprovação, e isso pode refletir de maneira negativa.

Então, como não ser afetado pelos feedbacks ruins? Neste post, daremos dicas de como vencer o medo de críticas e, ainda, usá-las a seu favor. Acompanhe!

Aprenda a diferenciar uma crítica construtiva de uma destrutiva

Uma crítica construtiva é aquela que encoraja e mostra onde você pode melhorar, sempre de maneira respeitosa e empática. Já uma crítica destrutiva aponta apenas suas falhas, geralmente com tons e palavras duras, que acabam desmotivando você.

Em algum momento você já deve ter ouvido frases como: “o fulano trabalhou melhor que você” ou “você não faz nada direito”. São esses os momentos que acabam nos traumatizando e nos deixando tão vulneráveis às críticas, afinal, as associamos sempre com situações negativas.

Assimile o feedback e não seja reativo

Lidar com a crítica nunca será fácil, pois a nossa primeira reação é sempre negar e pensar que o outro está errado. Entretanto, não encare esse momento de forma reativa — com raiva e desapontamento.

Quando alguém lhe der um feedback sobre algo que pode ser melhorado no seu trabalho, busque sempre o lado positivo. Pense desta forma: se posso melhorar, por que não? Independentemente de a crítica vir de um superior ou da sua equipe, questione e entenda a razão da conversa.

Essas situações colaboram para o seu autoconhecimento, e assim você pode contribuir positivamente no seu ambiente de trabalho.

Não alimente o medo de críticas

Você já parou para analisar que mais da metade das coisas que pensamos, de forma ansiosa e negativa, quase nunca acontece? O medo descontrolado de críticas pode, além de limitá-lo, atrapalhar em momentos em que você precisa tomar decisões importantes.

Já ouviu aquela frase “vai, e se der medo, vai com medo mesmo”? É exatamente assim que deve ser! Você não pode evitar sentir o medo de críticas, mas tem a opção de escolher não ser paralisado e limitado por ele. Portanto, valorize sua capacidade e inteligência, você não teria chegado até esse ponto se não tivesse competência para isso.

O mundo, hoje, está cheio de pessoas mornas — que ficam em posições confortáveis e não se arriscam. Quem sai da zona de conforto, se coloca em posição para receber críticas, porém, se permite aprender com os erros e faz a diferença!

Aprenda como aplicar um feedback construtivo e perca o medo de expressar sua opinião

Quando se ocupa uma posição de liderança, eventualmente, é necessário aplicar um feedback na equipe, seja positivo, seja negativo. Lembre sempre da posição que você ocupa, ou seja, não se perca em suas opiniões, seja objetivo e avalie o seu liderando como um todo.

Trate-o como você gostaria de ser tratado: esse método é o mais efetivo — afinal, empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, e essa habilidade é imprescindível para qualquer gestor que queira ser referência para a equipe.

Ao aplicar um feedback negativo, nunca critique diretamente a pessoa. Pelo contrário! Aponte as atitudes que ela teve que comprovam o que você está falando. Apresente exemplos de como resolver o problema e se coloque à disposição para auxiliar, dessa forma, seu colaborador se sentirá acolhido e motivado a melhorar. Aplicando esses métodos, você também assegura a retenção desses talentos.

O medo de críticas tem muito a ver com a falta de confiança, pois, quando não acreditamos em nós mesmos, tendemos a nos abater com avaliações negativas. No entanto, esse quadro pode mudar! Confie sempre nas suas capacidades e, se tiver que melhorar em algum ponto, não se abale, busque superar qualquer limitação que aparecer.

A superação faz parte da vida, não é mesmo? Se você quer ter mais dicas para facilitar sua jornada, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!