Gamification: como aplicar na sua empresa e aumentar produtividade?

Você certamente já ouviu falar sobre gamification. Essa tem sido uma prática consagrada na gestão de pessoas, por apresentar resultados excelentes, tanto para a equipe quanto para as lideranças que a conduzem.

O desafio é aplicá-la de modo que ela reflita a estratégia do planejamento. Uma vez que um plano é traçado, traduzi-lo em ações menores e definir metas e métodos para alcançar o objetivo proposto deve ser a preocupação da direção do projeto.

Diante disso, preparamos este post explicando o que é a gamification e dando dicas de como inseri-la nas técnicas administrativas e, assim, simplificar todos esses processos. Quer saber mais sobre o assunto? Venha conosco nesta leitura!

O que é gamification?

A gamification é uma estratégia de interação entre a equipe que utiliza técnicas baseadas em jogos. Em suma, dinâmicas e mecanismos são empregados para que as pessoas se interessem pelo conteúdo e interajam com ele.

Desafios são propostos e, assim, os games engajam os participantes a superá-los. Para marcar o sucesso por meio de recompensas, essa prática geralmente envolve rankings e é usada em objetivos específicos, trazendo aprendizado e agregando valor ao colaborador.

Que vantagens essa prática traz para a empresa?

A gestão de pessoas deve visar sempre o crescimento da organização, sem esquecimento da capacitação dos indivíduos, pois o capital humano é um assunto que vem ganhando cada vez mais espaço na área, justamente pela importância que ele tem nos resultados finais da organização. Pensando nisso, veja, a seguir, três benefícios do método gamification!

Engajamento em alta

A forma lúdica de abordar o aprendizado e o desenvolvimento faz com que a equipe se mantenha mais interessada. Dessa forma, o engajamento no projeto é maior, fazendo menção ao aprimoramento de modo muito prazeroso. Outro ponto importante é que os colaboradores tornam-se mais confiantes para tomar iniciativas.

Quando estamos participando de um jogo, nosso comportamento não é similar ao de uma tarefa empregada cotidianamente. Assim, usar a gamification é também uma maneira inovadora de fazer a distribuição de tarefas, medindo a produtividade de cada colaborador e destacando as lideranças por meio da competição saudável.

Time altamente motivado

É muito comum que os colaboradores se percam no meio das atividades delegadas no dia a dia, justamente por não conseguirem traduzir as estratégias em ações. Ou seja, eles não sabem exatamente como fazer o que precisa ser feito.

Quando se usa a gamification, essas metas ficam muito claras, já que são justamente o objetivo do jogo. Por consequência, o time fica motivado a percorrer os caminhos para alcançá-lo, criando métodos e estratégias para chegar lá.

Trabalho em equipe fortalecido

A unificação da equipe é importantíssima para o sucesso dos trabalhos desempenhados. Diante disso, a gamification promove um ambiente de colaboração, trabalhando as competências individuais, sempre focando também na comunicação.

Enquanto a competição saudável é incentivada, mostrando destaques e falhas a serem trabalhadas, a avaliação da gestão deve encaminhar a equipe no sentido de instruir quando é o momento de unir-se em prol da conquista do objetivo.

Como aplicar gamification na gestão de pessoas?

Os formatos e mecanismos aplicados nessa prática incentivam a pessoa que participa a tomar iniciativa e executar tarefas específicas. As ações principais de gamification são: o engajamento, o comprometimento e a recompensa.

Sendo assim, a definição dos objetivos e metas precisa ser clara. Além disso, o reconhecimento das habilidades é promovido por meio de feedbacks instantâneos e avaliações de desempenho.

Alinhe o planejamento dos treinamentos e os jogos

Antes de estabelecer atividades, o planejamento precisa entrar em ação. Aqui, a gestão de pessoas faz seu trabalho principal, colocando em pauta os objetivos dos treinamentos. Em outras palavras, a resposta dessa pergunta deve ser claríssima: para que finalidade esse game vai ser aplicado?

Outro ponto importante é definir de antemão como os resultados são medidos. Só planejar e aplicar não garante o aproveitamento. É preciso utilizar métricas predefinidas em relação às atividades, a fim de apurar se os propósitos estão sendo alcançados, em qual nível isso está acontecendo e, principalmente, para corrigir falhas e aprimorar o processo.

Estabeleça diferentes formas de reconhecimento

O intuito de usar um jogo é justamente que haja um vencedor e, consequentemente, um prêmio para quem alcança esse posto. É importante que quem tem o melhor desempenho e/ou resultado seja recompensado, da mesma forma que devem existir tipos diversos de premiações para outras categorias.

A gestão pode manusear diversos itens para esse fim, considerando os recursos disponíveis e as características da equipe. Desde reconhecimento social — por meio de demonstrações verbais ou felicitação diante de toda a equipe — até recompensas em forma de vantagens de interesse dos colaboradores (folgas, dinheiro, viagens): tudo é válido.

Trace níveis de desempenho

Barras de progresso, rankings, níveis, fases, enfim. Todas essas ferramentas são essenciais para que a gamification funcione. O fundamental é que haja sempre um passo à frente de onde se está atualmente, ou seja, um desafio a ser alcançado.

Quando você está numa atividade de preenchimento em um site como o LinkedIn, por exemplo, percebe que há uma barra de preenchimento que busca engajar você para completar o cadastro? A ideia é algo como, de fato, passar de fase em um game.

Esse controle permite que a gestão destaque os pontos que merecem atenção, avaliando o desempenho dos colaboradores individualmente e da equipe em tempo real, podendo assim promover feedbacks e ensinamentos sobre como melhorá-lo.

Qual é o reflexo dessa atividade na equipe?

De acordo com a forma como os games são elaborados, as equipes negociam entre si, trocando informações estratégicas e colaborando. Esses conhecimentos compartilhados ficam retidos, já que o envolvimento com a tarefa é alto, característica que torna o momento muito propício ao aprendizado. Nesses lances, a gamification mostra talentos.

Uma vez que a equipe trabalha em conjunto, com muito engajamento e colaboradores motivados, o nível de aproveitamento do que se aprende é elevado. Junte isso aos feedbacks constantes permitidos por esse método e você terá aí uma grande oportunidade para que a liderança entregue uma equipe de alta performance.

Pense em maneiras estratégicas de inserir a gamification nas rotinas da sua equipe, pois, assim, a sua gestão obterá mais ferramentas para gerenciar o time. Com essa prática, a produtividade será um destaque e você vai melhorar os resultados da organização, demonstrando a eficiência da sua liderança.

Para saber como aplicar a gamification, entre em contato com a equipe Jazzer. Conte pra gente suas expectativas e os desafios que enfrenta com sua equipe: nossa experiência pode auxiliar na conquista do seu sucesso!