Entenda como definir e aplicar a cultura da empresa

A cultura da empresa é um tema que tem entrado cada vez mais em pauta, mas você sabe do que se trata exatamente? Basicamente, podemos entendê-la como o conjunto de valores que define a instituição, como normas, políticas, processos e, também, a maneira de se relacionar com funcionários, fornecedores e clientes.

Contudo, é muito simples explicar este conceito na teoria. O difícil mesmo é traduzi-lo para a prática, construindo uma cultura forte e com identidade, que realmente seja capaz de reger a maneira como o negócio se posiciona interna e externamente.

Cada um de seus gestores deve saber como aplicar o “modus operandi” da companhia no comportamento, na visão e nas metas de suas equipes.

Dessa forma, separamos alguns pontos para que você consiga entender como definir e aplicar a cultura da empresa na prática. Confira:

Como definir a cultura da empresa?

Estabeleça valores, visão e missão

Este conjunto é essencial e o primeiro passo para desenvolver a cultura da empresa. Trata-se dos princípios socioculturais e das normas aceitas por um indivíduo ou uma sociedade, como:

  • honestidade;
  • ética;
  • confiança;
  • respeito;
  • integridade;
  • humildade, dentre outros.

A visão é a intenção de alcance do negócio — refere-se à posição que ele quer chegar em um determinado prazo. Já com relação à missão, este é o motivo pelo qual a empresa foi projetada, sua razão de existir. Trata-se de sua maneira de se posicionar perante a sociedade, o mercado, o cliente, os fornecedores e, claro, os colaboradores.

Todos esses pontos devem orientar os comportamentos dos funcionários, levando-os a adotar a cultura organizacional proposta.

Entenda bem o seu mercado

É essencial entender como são as culturas organizacionais do mercado em que a empresa está inserida. Assim, analisar seu mercado é essencial para entender o ambiente em que os colaboradores estão acostumados a trabalhar e, também, para ter a oportunidade de proporcionar uma atmosfera mais agradável.

Considere as políticas da empresa

As políticas da empresa devem ser criadas com base em sua cultura organizacional. Podemos citar, como exemplo, companhias que têm a política de não atacar diretamente seus concorrentes em ações de marketing ou vendas.

Como consequência, será possível perceber que essa instituição tem uma cultura de mais colaboração (em vez de competição), honestidade e foco em seu próprio negócio.

Enfim, as políticas internas, bem como as externas, regulam o relacionamento entre os funcionários e influenciadores da organização — e, por isso, elas devem estar alinhadas com a cultura da empresa.

Como aplicar a cultura da empresa?

Contrate o perfil certo

Os funcionários é que vão vivenciar e transmitir a cultura da empresa. Portanto, é preciso começar garantindo que o perfil de cada um deles esteja relacionado ao da companhia.

Se a instituição tem foco em vendas e um ambiente altamente competitivo, um funcionário com perfil de colaboração não vai, provavelmente, adequar-se à sua cultura organizacional. Ele também não passará a disseminá-la da maneira como se pretende.

Dessa forma, a contratação de novos recursos deve ocorrer com muita cautela. Focar em um currículo impecável e conduzir o processo com pressa podem ser grandes erros, que geram consequências como:

  • equipes desarmonizadas;
  • conflitos entre líderes e subordinados;
  • não atingimento dos objetivos propostos;
  • demissões;
  • aumento da rotatividade.

Promova ações internas

Dados comprovam: o engajamento dos colaboradores e o estabelecimento da cultura organizacional são, atualmente, os maiores desafios do RH. Para incentivar as equipes a aplicarem a cultura da empresa no ambiente de trabalho rotineiramente, diversas ações internas, conhecidas como endomarketing, podem ser promovidas.

As empresas podem, por exemplo, dar aos colaboradores brindes que contenham seus valores, como canetas, calendários e porta-retratos. A tendência é que tais itens fiquem na mesa dos funcionários, promovendo um contato diário com a cultura da organização.

Mas outras táticas também podem ser aplicadas. Exemplos disso são: ter adesivos dos valores, da missão e da visão espalhados na empresa; preparar uma parede de giz com frases relacionadas a esses pontos escritas, de forma a dar a oportunidade de os colaboradores poderem interagir.

Tenha uma liderança representativa

Os líderes são os principais responsáveis pela disseminação da cultura da empresa. Eles devem dar o exemplo e conduzir a performance de suas equipes seguindo os valores da organização. Para tanto, porém, é necessário que acompanhem seus funcionários de perto.

Muito mais do que ordenar tarefas, o líder deve incentivar o crescimento de seus colaboradores, sendo capaz de manter a motivação e a boa performance de cada um. Um time insatisfeito ou desmotivado tem relação, mesmo que indiretamente, com a cultura da empresa (ou o desvio dela).

Assim, cabe ao líder identificar as insatisfações de seus funcionários e guiá-los pelo caminho que a companhia pretende seguir.

Faça pesquisas de clima organizacional

Pesquisas de clima organizacional são fundamentais para acompanhar as percepções dos colaboradores quanto a ações, clima, insegurança, liderança e opiniões sobre a organização. Capta-se, assim, o nível de satisfação da equipe.

Essa é a ação mais efetiva para que a empresa possa detectar quais pontos estão sendo direcionados corretamente e aqueles que devem ser aprimorados, garantindo que a cultura organizacional faça sentido para os funcionários. Uma maneira muito efetiva de conduzir ações estratégicas é por meio de treinamentos.

Além disso, trata-se de uma oportunidade para que a organização encontre novas chances de crescimento ou mesmo antecipe possíveis crises.

Corrija o que for necessário

Monitore e faça correções em cada ação implantada, para garantir que a cultura da empresa esteja, de fato, sendo aplicada. Mesmo havendo um esforço para garantir que o perfil certo seja contratado, erros são passíveis de ocorrer. Por isso, é necessário adotar medidas internas, orientando e advertindo colaboradores com comportamentos inadequados.

Imagine que determinada empresa tenha a diversidade como um de seus valores e promova campanhas internas de inclusão social. Mas, ao mesmo tempo, um de seus funcionários demonstra homofobia, desviando-se da cultura organizacional. Nesse caso, ações devem ser tomadas para garantir que tal comportamento inapropriado seja corrigido.

Por fim, lembre-se: a cultura é essencial para que uma empresa tenha identidade e força no mercado. Agora que você entende não só como definir a cultura da empresa, mas também como aplicá-la, que tal assinar nossa newsletter para manter-se atualizado sobre temas relacionados ao seu desenvolvimento profissional? Esperamos por você!

E não deixe de baixar nosso ebook Guia completo: saiba fazer treinamentos na empresa. Baixe agora mesmo e otimize os processos de treinamento da sua empresa!