Fazer uma avaliação de desempenho junto à liderança garante os diferenciais competitivos que uma organização precisa para se manter no mercado. Entender como os líderes executam suas atividades e conduzem seus liderados é fundamental para a performance da equipe e, consequentemente, para a organização como um todo.

Neste post, você vai saber como conduzir uma avaliação de desempenho da sua liderança. Acompanhe!

O que é uma avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho é uma prática usada pelas empresas para verificar o rendimento de seus colaboradores, pessoal ou coletivo, com o objetivo de melhorar os resultados individuais e em grupo.

A partir dessa avaliação, é possível identificar quais são as potencialidades de um profissional, bem como os seus pontos de melhoria. Com isso, é possível aprimorar essas capacidades, a fim de atingir os resultados necessários.

Resumidamente, tanto a avaliação de desempenho de equipe como a de liderança pode ser entendida como um meio para identificar inconsistências dentro da empresa e, também, uma forma de apontar profissionais que estão fazendo uma boa entrega.

Assim, avaliar a liderança das empresas é tão importante para os rumos de uma organização quanto fazer o mesmo com colaboradores em níveis inferiores na hierarquia.

Qual é a importância de fazer constantes avaliações de desempenho?

A avaliação de desempenho é uma ferramenta cada vez mais utilizada dentro das organizações. Ela é uma estratégia para antecipar demandas e identificar setores e circunstâncias que merecem atenção.

O objetivo é fazer com que o negócio alcance os altos índices de produtividade esperados.

Além disso, é um instrumento essencial para oferecer feedback aos profissionais. A partir desses retornos, é possível desenvolver potencialidades e identificar dificuldades.

Como conduzir uma avaliação de desempenho de liderança?

Veja, a seguir, como estruturar o processo de avaliação de desempenho da liderança.

Defina o método

Existem várias metodologias que podem ser aplicadas para a avaliação de desempenho da liderança. Por isso, é necessário analisar quais vão ajudar a alcançar o objetivo da organização. Você pode escolher uma avaliação por objetivos, por exemplo. Como veremos a seguir, esse é um método de baixa complexidade e, por isso, muito utilizado pelas organizações.

Outras opções são a pesquisa de campo — que avalia como os líderes se comportam diante dos desafios do cotidiano —, a autoavaliação e a análise dos comportamentos críticos. Nessa última, são avaliadas situações extremas nas quais o líder agiu de forma positiva ou negativa.

A escolha do ponto de partida do processo de avaliação de desempenho da liderança deve ser uma decisão feita de forma criteriosa, pois afetará o processo de revisão por um longo período de tempo.

Escolha os fatores de avaliação

Chegou a hora de escolher quais fatores serão observados durante a avaliação de desempenho. Quanto maior for o número de aspectos explorados, mais consistente será a análise. São alguns deles:

  • as competências e as habilidades técnicas do líder;
  • a postura no ambiente de trabalho e a iniciativa;
  • a produtividade (o quanto ele é capaz de entregar de resultados em um determinado período de tempo), entre outros.

Dê feedbacks

A avaliação de desempenho é um material bastante rico, que contribui para a melhoria do trabalho da liderança. Assim, é fundamental que ela seja usada como retorno para que o profissional possa ajustar o seu foco de atuação no trabalho. Portanto, não permita que essas avaliações se percam em registros físicos puramente burocráticos.

Nesse sentido, críticas e feedbacks devem ser vistos por todos os membros de uma organização como uma forma de desenvolvimento e aprimoramento contínuo, não como algo negativo, ou seja, como uma bronca.

Quais são as formas mais comuns de avaliação de desempenho?

Agora que você já sabe como conduzir uma avaliação de desempenho de liderança, veja quais são as formas de aplicá-la!

Autoavaliação

Nesse tipo de avaliação, o próprio líder é responsável por fazer uma análise do seu rendimento e desempenho no cargo que exerce. A autoavaliação deve ser usada conjuntamente com outros modelos, o que proporcionará à organização uma visão mais ampla do colaborador.

Essa metodologia requer um autoconhecimento muito grande do profissional. Por esse motivo, é fundamental fazer a sua aplicação.

Avaliação por indicadores

Existem diversos indicadores para serem utilizados na avaliação de um profissional, como nível de produtividade ou assiduidade. É necessário, no entanto, que sejam traçados com foco nas competências da liderança, preferencialmente com a alta gestão da empresa.

A avaliação por indicadores é muito utilizada porque ela é bastante consistente — é estruturada em dados reais e não somente na opinião de outras pessoas. Dessa forma, fica mais fácil oferecer feedbacks precisos para o amadurecimento do profissional avaliado.

Avaliação por metas e objetivos

Na avaliação por metas e objetivos, há uma espécie de revisão sobre o cumprimento do que foi traçado anteriormente. É considerado o desempenho daqueles profissionais que têm apresentado um bom rendimento e, também, dos que estão aquém da meta esperada.

Essa é uma das formas mais simples de avaliação de desempenho, mas para que seja efetiva, é necessário que as metas e objetivos sejam bem definidos e compartilhados com todo o time de liderança da empresa.

Avaliação baseada no custo

No modelo de avaliação de desempenho baseado no custo, o rendimento do líder é analisado conforme o custo-benefício que traz para a organização. Ou seja, observa-se o quanto a liderança produz e, em contrapartida, é levado em consideração o quanto é investido nela.

Esse modelo de avaliação de desempenho é recorrentemente usado para empresas preocupadas com a redução de custos, mas trata-se de uma ferramenta que não estimula o desenvolvimento do profissional. Por isso, acaba sendo pouco efetiva.

Avaliação 360 graus

Na avaliação 360 graus, o profissional é analisado pelos colegas da mesma função, gestores de outras áreas, clientes, subordinados e superiores imediatos. Essa amplitude proporciona uma avaliação mais consistente e com riqueza de detalhes, já que a partir dela é possível verificar como o líder é visto pelos mais diversos públicos de relacionamento.

Como vimos ao longo deste post, a avaliação de desempenho é uma ferramenta crucial para o desenvolvimento de líderes. O ideal é que ela seja aplicada com o objetivo de aprimorar competências e, dessa forma, aumentar a performance da organização.

Se você gostou do post, curta nossa página no Facebook para acompanhar mais conteúdos como este!